Educação Precoce: Desenvolvendo capacidades de 0 a 3 anos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Educação Precoce: Desenvolvendo capacidades de 0 a 3 anos

Mensagem por renamenezes em Ter Maio 04, 2010 9:35 am

Educação Precoce: Desenvolvendo capacidades de 0 a 3 anos

Ana Sánchez

No desenvolvimento total da criança a estimulação através do movimento é essencial, por isso a psicomotricidade ou a manipulação, o uso e manuseio de objetos para ter todas as habilidades forma, parte de suas aprendizagens naturais que lhes servirão de base para sua maturidade e estar preparado para escrever, ler e falar corretamente.

É importante estimular a criança desde uma idade muito precoce por meio do movimento sem forçar sua natureza, para chegar a sua maturidade.

Para Piaget, o amadurecimento é a tendência fundamental do organismo a organizar a experiência e a converte-la em assimilável; amadurecimento e aprendizagem influem entre si para obter o desenvolvimento. Resume-se assim:



Amadurecimento e aprendizagem = desenvolvimento.


Amadurecimento e não aprendizagem = não desenvolvimento.


Não amadurecimento e aprendizagem = perca de tempo.


Não amadurecimento e não aprendizagem = sem efeito.


Por isso, aplicamos os Períodos Sensitivos, que são intervalos de tempos durante os quais um comportamento é adquirido com um mínimo esforço e a máxima eficácia.

Os passos que se podem seguir em psicomotricidade são:

1. Esquema Corporal.
2. Coordenação Motora.
3. Controle tônico: domínio de seu corpo.
4. Estruturação Espacial.
5. Estruturação Temporal.
6. Jogos com música.
7. Jogo mímico.
8. Jogo dramático.
9. Fantoches.
10. Lateralidade.




A PSICOMOTRICIDADE

Durante o primeiro ano de vida, a área motora de nosso filho evoluirá até permitir que nosso pequeno possa andar. Passará de um estado dos músculos de prostração total a uma postura ereta.

A criança tem que aprender a controlar diferentes partes de seu corpo: deve alcançar um desenvolvimento dos músculos adequados, deve ser capaz de desenvolver o sentido do equilíbrio, etc.

Aprender a andar é o resultado de um longo processo que tem início no mesmo momento de nascer, e que percorre algumas etapas fundamentais que podemos estimular. Todas elas levam a conseguir o domínio de dois aspectos básicos: a) o amadurecimento neurológico; b) técnica do ensaio-erro.

O movimento participa na elaboração e no desenvolvimento de todas as funções mentais: inteligência, linguagem, afetividade, constância... As habilidades motoras e intelectuais estão em uma relação constante.

Exemplo de exercícios de psicomotricidade: engatinhar, rolar, balançar, dar cambalhotas, equilibrar-se em um só pé, andar para os lados, equilibrar e caminhar sobre meio fio (ou sobre uma linha no chão), caminhar em terrenos de topografia e materiais variados (passeios ao ar livre), etc...

A MOTRICIDADE

O bebê aprende mais e melhor manipulando através do movimento, do que observando passivamente. Portanto, deixá-lo horas e horas dentro de um pequeno chiqueirinho, ou mesmo que tenha um bom espaço, torna-se péssimo para seu desenvolvimento.

A afetividade dos pais e dos que cuidam da criança são essenciais para o programa de estimulação do qual dependem em grande parte seu futuro desenvolvimento afetivo e de suas capacidades. Ao pegar um bebê nos braços, fazer-lhe cosquinhas, carícias, falar-lhe, cantar-lhe, expressar-lhe carinho, balançar-lhe, etc., lhe oferecemos informação e estímulos.


FORMAS DE ESTIMULAR AS CAPACIDADES

1) Estimulação da Lógica

A estimulação consiste, entre 1 e 3 anos sobretudo, em assentar umas bases prévias à formação do raciocínio. A criança dessa idade deve ir assimilando o que tem mais próximo:

Seu próprio corpo e os objetos que o rodeiam.


Comprovando suas semelhanças.


Assumindo suas diferenças.


Experimentando a graduação entre diferentes objetos




Estas bases são necessárias para que mais adiante as crianças comecem a raciocinar, comparar entre diferentes soluções ou alternativas e a decidir a correta ou a melhor.


Pode-se usar diversas maneiras para desenvolver a lógica, por exemplo:



Confecção de cartazes com conjuntos de pontos progressivos: 1, 2,3... (Cartões de Pontos) .


Classificar figuras através dos Blocos Lógicos.


Ordenar jogos em diferentes caixas e ir contando o número de peças que vamos colocando.


Xadrez = que consiste em que as crianças procurem ter uma boa ginástica mental, desenvolvendo a criatividade, a capacidade de concentração, a análise e síntese. O xadrez permite desenvolver a autonomia, a auto-estima, a criatividade, a atenção, representação espacial e temporal, verbal e a socialização.


2) Estimulação da Linguagem

A linguagem oral tem um impacto surpreendente no desenvolvimento cerebral de uma criança, o número de palavras que uma criança escuta cada dia é o único e mais importante fato para predizer sua futura inteligência, o êxito escolar e a competência social.

Conversar com o bebê desenvolve sua mente e a comunicação usada no dia a dia faz desenvolver sua capacidade lingüística, por exemplo: conversando com ele, acudindo se chora ou acalmando suas necessidades.

Fale sempre corretamente, alto e em bom tom. Ele aprende com a mesma facilidade a falar cão pastor ou "au-au". Dê sempre os nomes corretos. Ele deve imita-lo e não o contrário.

* Leitura:

Podemos utilizar o recurso dos Bits de Inteligência, sendo que seu início é a partir dos oito meses. Um bit seria uma mensagem esquemática e elementar (um desenho, por exemplo) que apresentamos à criança para que ela capte. Eles servem para dar à criança a máxima informação com o mínimo de esforço por sua parte: olhar e prestar atenção. A criança construirá sua aprendizagem mediante associação e raciocínio. Além disso, desenvolvem a observação, o vocabulário, a audição, o interesse por novos fatos.

A seguir mostramos a ela uma palavra escrita que representa o BIT que ela já conhece.

Obs: Para saber o tamanho das palavras para que seu bebê a enxergue consulte " Como ensinar seu bebê a ler" de Glenn Doman.


* Os livros

Os livros das crianças pequenas, de 0 a 3 anos, antes de tudo têm que ser livros onde a imagem prevaleça sobre a palavra, quer se trate de imagens de forma isolada ou imagens que acompanhem o texto. Ele tem que ser algo que lhe sirva para brincar, seja lúdico, e ao mesmo tempo afetivo, educativo e terapêutico.


* Os idiomas

Entre um e quatro anos a criança se encontra em um período ideal para a aprendizagem de outros idiomas. Essa aprendizagem ocorre de forma divertida, através de brincadeiras, com canções, ritmos, encenações, executando e repetindo ordens. Exemplos:

Na escola: na rotina dos dias da semana, a data, o tempo que faz, cores, números, vocabulário de temas estudados, leitura de cartazes de palavras.

Em casa: habituar a escutar canções apoiadas pela visão de seus desenhos animados preferidos em inglês, assim como ver vídeos destes desenhos. Esses são alguns meios válidos para alcançar o progresso na compreensão de idiomas.

Pode-se começar desde um tempo de dez minutos na etapa de maternal, até meia hora diária com crianças de três anos. É preferencial varias seções curtas (de alguns minutos) ao longo do dia do que uma só seção longa.


* A música

Ouvir música clássica é outra maneira de estimular os bebês. Qualquer música ou melodia é válida, tanto para o relaxamento quanto para ajudar a fortalecer o vínculo afetivo da mãe com seu filho. Os bebês têm especial preferência por Mozart e Vivaldi.

É importante a mãe nunca abandonar esta prática após o nascimento, mas sim retomá-la sempre que possível, com uma certa freqüência.

De preferência nas mesmas horas e durante um período certo (de aproximadamente oito minutos).

Exemplos: música clássica, canções infantis, populares, folclore, etc.


3) Observação e Memória

A memória é uma das capacidades mais prodigiosas do ser humano. Os bebês nascem com a capacidade de lembrar e esta vai amadurecendo ao longo dos anos. A bebê, quando estimulado de modo adequado, lhe servirá como uma grande preparação para o futuro. Sua capacidade de lembrar tem muito a ver com o desenvolvimento da atenção e da observação, especialmente através do sentido da visão e da audição.

Passe Bits de Inteligência para ele, três vezes ao dia cada seqüência, em seções curtas de dez segundos. Mude os Bits a cada dez dias. Para desenvolver a memória é muito importante a repetição.

Alguns exercícios para estimular a memória visual e auditiva:


Visual:


Jogos de dominó, de animais, de cores, de números; cartões de associação; quebra-cabeça...


Ver vídeos educativos;


O jogo do xadrez (a partir dos 3 anos);


Auditiva:


Aprender poesias, contos, séries, refrões, travalínguas, etc;


Aprender canções populares, infantis, regionais e etc;


Aprender outro idioma.


A experimentação

A criança possui uma curiosidade inata e está continuamente questionando tudo o que passa a seu redor. Este espírito, que deve ser fomentado, de assombro ante as coisas é o que lhes leva a experimentar o mundo e os objetos que a rodeiam.


Criatividade e Imaginação

Precisamos proporcionar às crianças novos estímulos que permitam novas sensações que contribuam melhor para seu desenvolvimento intelectual. Exemplo: com elogios; jogos; teatro; massinha; artes...

Há crianças que já se nota se ela possui o dom ou qualidade de ser criativa, mas essa capacidade também pode ser estimulada, educada e ensinada.

É importante que a criança seja imaginativa, mas também devemos proporcionar oportunidades para que ela imagine, para que crie e desenvolva seu cérebro. Soltar a imaginação faz com que ela use sua criatividade desenvolvendo a inteligência.

Criatividade e imaginação estão muito relacionadas com a curiosidade. Responder aos porquês da criança e deixa-la explorar sua curiosidade natural são um grande estímulo à sua criatividade.

Sociabilidade

A sociabilidade tem sua importância porque ajuda as crianças a fortalecer sua auto-estima e desenvolvimento, em valores, e a se comunicar com os outros.

Se vivemos em sociedade, é importante que os pais ensinem os filhos a viver nela, a comportar-se dentro de um grupo.

Os pais, os irmãos e a família em geral, serão o espelho e o exemplo que a criança segue para ser sociável, conforme o estilo familiar que se escolhe em casa, assim a criança atuará.
avatar
renamenezes
Little Star
Little Star

Mensagens : 63
Reputação : 2
Data de inscrição : 28/04/2010
Idade : 36
Localização : Salvador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Educação Precoce: Desenvolvendo capacidades de 0 a 3 anos

Mensagem por renamenezes em Ter Maio 04, 2010 9:43 am

é longo mais achei completo.......
avatar
renamenezes
Little Star
Little Star

Mensagens : 63
Reputação : 2
Data de inscrição : 28/04/2010
Idade : 36
Localização : Salvador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Educação Precoce: Desenvolvendo capacidades de 0 a 3 anos

Mensagem por mamãePri em Ter Maio 04, 2010 1:12 pm

muito bom flor +++++ pra vc

__________________________________________



____________________________________________________
Sou dinda da gostosuuura do Gu da amiga reh
Sou dinda da princesa linda da Gabi da amiga Fe
Sou dinda do meu amorzinho João Vitor da minha irmãzinha Camilinha

mamãePri
Super Star
Super Star

Mensagens : 565
Reputação : 14
Data de inscrição : 26/04/2010
Idade : 26
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Educação Precoce: Desenvolvendo capacidades de 0 a 3 anos

Mensagem por dincaetano em Ter Maio 04, 2010 1:37 pm

++++ para vc!
avatar
dincaetano
Little Star
Little Star

Mensagens : 75
Reputação : 1
Data de inscrição : 26/04/2010
Idade : 38
Localização : São Paulo

http://primeiravezmamae.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Educação Precoce: Desenvolvendo capacidades de 0 a 3 anos

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum